A Milwaukee apadrinhou a Harley-Davidson WL (1946) do Museu do Caramulo.

Este apoio será orientado para a conservação e manutenção do motociclo durante o período de um ano.

Sobre a Harley-Davidson WL

Considerada uma das mais populares motos da colecção do Museu do Caramulo, pelas suas inúmeras aparições e participações em provas e eventos, esta Harley-Davidson corresponde ao modelo WL, a chamada versão civil da WLA, que fora intensamente utilizada pelo exército norte-americano, na Segunda Grande Guerra e que, em 1942, chegou às 27.000 unidades entregues àquelas forças militares.

Não sendo, propriamente, uma moto revolucionária na história da casa de Milwaukee, uma vez que a sua base é oriunda da década de 30, a verdade é que a grande novidade para a WL foi o uso das cabeças de alumínio, em detrimento das cabeças de motor produzidas em ferro fundido até esta época.

Fora isso, há a registar o facto da Harley-Davidson não ter realizado quaisquer alterações às suas motos, durante o período da Segunda Guerra Mundial, excepção feita às cores apresentadas que ou eram cinzentas ou cinza prata.

Bastante utilizada em meios militares, a WL aqui mostrada foi doada ao Museu do Caramulo por João Maria Lopes Figueiredo Lacerda, depois de ter dado entrada no Caramulo em 1966. Esteve, durante largos anos, ao serviço da Polícia de Viação e Trânsito (PVT), razão pela qual ainda possui não só a sirene, mas também os documentos daquela instituição.

Sobre a Milwaukee

Fundada em 1924, a Milwaukee fabrica e comercializa ferramentas eléctricas de alta qualidade, uma vasta gama de acessórios, ferramentas manuais, material de armazenamento e equipamentos de segurança e protecção pessoal.